Conecte-se:


*Blog Raul Machado: http://raulmachado.blogspot.com/


quinta-feira, 13 de outubro de 2011


Memorial Meyer Filho promove “passeio in-sonoro” no Centro de Florianópolis
Atividade faz parte da exposição “Entre a palavra pênsil e a escuta porosa”, da artista catarinense Raquel Stolf, em cartaz até 3 de novembro

Nesta sexta-feira, dia 14 de outubro, o Memorial Meyer Filho promove, como atividade integrante da exposição “Entre a palavra pênsil e a escuta porosa”, da artista catarinense Raquel Stolf, um “passeio in-sonoro”. A atividade consiste numa caminhada pelo Centro da cidade usando abafadores de ruídos dispostos na exposição, e constitui uma possibilidade de concretização da proposição “Abafador de ruídos”.

O trabalho exposto não são os objetos apropriados “abafadores de ruídos” em si, que consistem em equipamentos de proteção individual utilizados em aeroportos, operação de máquinas industriais etc., mas na relação entre o texto propositivo —uma espécie de partitura com indicações concretas e/ou nebulosas-pênseis— e o uso dos abafadores nas situações propostas, de modo a suscitar experiências de escuta.

Durante o passeio in-sonoro, os participantes estarão abafando/subtraindo 22 decibels do som do ambiente urbano, o que modificará a experiência de escuta —subjetiva e objetiva— da paisagem sonora do centro de Florianópolis. Essa experiência acabará tornando-se o assunto de conversa durante e após o passeio.

A rota será decidida no momento da saída do Memorial, pois, para Raquel Stolf, parece ainda mais interessante a proposição de um passeio in-sonoro com percurso indefinido, já que o grupo pode se subdividir ou modificar o trajeto durante a caminhada, e retorno incerto, em todos os sentidos.

A saída do grupo será às 15h, no Memorial Meyer Filho. A princípio, há abafadores para 11 participantes, mas os mesmos podem ser compartilhados durante o passeio.


  O Festival de Fotografia Floripa na Foto toma conta do Centro Histórico de Florianópolis. A programação propõe um panorama da fotografia latino-americana por meio de múltiplos olhares que formam o mosaico cultural que se estende pelo continente.



Abertura da exposição Dulce Maria, de Virginia Yunes.
Dia 18, às 18h. Visitação até dia 28 de outubro, de segunda à sexta das 8 às 19h.
Galeria Martinho de Haro da Câmara Municipal de Florianópolis. Rua Anita Garibaldi, 35, Centro, Florianópolis.                 


Exposição Outono com o Coletivo 6 x 6.
Visitação até 30 de outubro, de segunda a sexta, das 10h às 18h.
Galeria Municipal de Arte Pedro Paulo Vecchietti. Praça 15 de Novembro, 180, esquina com Rua Tiradentes, Centro, Florianópolis.


Exposição Marinhas – Arqueologia da Morte, de Orlando Azevedo.
Visitação até 15 de novembro, de terça a sexta, das 10h às 18h, sábados e domingos, das 10 às 16h.
Museu Histórico de Santa Catarina - Palácio Cruz e Sousa. Praça 15 de Novembro, 227, esquina com Rua Tenente Silveira, Centro, Florianópolis.

TODOS OS EVENTOS SÃO GRATUITOS

Festival de fotografia no Terminal Urbano do Centro


Exposição fotográfica com 34 fotos de 2 x 3 metros vai ocupar por dois meses espaço por onde circulam mais de 250 mil pessoas diariamente

Abertura da exposição Intervenção Urbana.
Terminal de Integração do Centro, Centro, Florianópolis.
Dia 18 de outubro, às 7h. Visitação até 20 de dezembro, diariamente, 24h.
Evento gratuito





Políticas para as Artes

Participantes ouvintes ainda podem se inscrever para a primeira edição do encontro da Funarte
A Fundação Nacional de Artes, vinculada ao Ministério da Cultura (Funarte/MinC), está com inscrições abertas até o dia 28 de outubro para participantes ouvintes do I Encontro de Políticas para as Artes, que acontecerá de 8 a 10 de novembro, no Palácio Gustavo Capanema, no Rio de Janeiro. Podem se inscrever gestores, pesquisadores, artistas, produtores, estudantes na área de cultura e todas as pessoas interessadas em assuntos referentes às políticas para as artes no país. As inscrições são gratuitas e as vagas limitadas. Aqueles que tiverem pelo menos 75% de frequência no evento receberão certificado de participação.
Para a apresentação de trabalhos teóricos e práticos, as inscrições encerraram-se no dia 3 de outubro.  O encontro reunirá especialistas, estudiosos e interessados nas questões relativas à cultura e será composto por mesa de experiências e de exposições, grupos de trabalho de boas práticas de gestão e mostra artística.
Espaço aberto
O evento visa promover um diálogo qualificado em torno das políticas empreendidas especificamente para as artes no país, além de abrir espaço para a divulgação de trabalhos teóricos e práticos no campo das ações políticas, das reflexões históricas e teóricas sobre as políticas culturais brasileiras. As discussões ocorrerão em torno de cinco eixos temáticos: Arte e Tecnologia; Fomento; Artes e Economia Criativa; Gestão de Políticas Culturais; e Arte e Sustentabilidade.
Para se inscrever no evento, preencha a Pesquisa Institucional II Participantes Ouvintes (de caráter obrigatório) e envie para o email cepin@funarte.gov.br com o assunto: Inscrição participante ouvinte.

Prêmio Arte e Cultura Inclusiva 2011

MinC recebe até 30 de outubro inscrições no edital que pagará R$ 300 mil em prêmios
O Ministério da Cultura prorrogou para 30 de outubro as inscrições para o prêmio Arte e Cultura Inclusiva 2011 – Edição Albertina Brasil. O edital está aberto a iniciativas culturais desenvolvidas em todo o país que tenham propiciado a participação de artistas com deficiência na produção e difusão artística e cultural, assim como ações, projetos e produtos culturais que possibilitaram acesso e acessibilidade a pessoas com deficiência.
Podem participar grupos informais e instituições nas categorias Expressão Artística ou Acessibilidade. Serão premiadas, respectivamente, 20 e 10 iniciativas de destaque em cada categoria. Cada premiado receberá R$ 12,5 mil, totalizando mais de R$ 300 mil reais em prêmios. Esta é uma iniciativa do Ministério da Cultura e da Escola Brasil com patrocínio da Petrobras.
Maiores informações: premioalbertinabrasil@escolabrasil.org.br e/ou (61) 3202-1721


LIBIDO POÉTICA

Sou escravo sexual
Dessa cortesã poesia
Escrita de pernas abertas.

Orgasmos da linguagem,
Expressas em beijos,
Masturbadas em versos.

Leves toques da grafia,
De palavras despidas...
Eternas paixões sentidas.

ZECAiPIRA

sábado, 8 de outubro de 2011

Fim. Eterno começo.


Gosto dos malditos porque malditos sejam!
Tudo que digo não passa de eufemismo.
Não serei mais a pessoa que esperam.
A minha alegria e meu lamento não têm planos,
Eufemismo de ninguém é isso que sou.
Sujeito passivo que tudo diz:
- Sei das coisas sem saber de nada!
Ah, desgraça humana! Esfomeada de coração e de mente.
Ah, graça humana! A morte nos sorri.
Nossos corpos são instrumentos da tragédia,
 A promessa que a vida cumpre.
Se não encontramos algo para morrer não servimos para viver.
Ah, raça humana! Como encarar a verdade?
Eu não posso salvar se careço ser salvo.
Minha vida brinca com minha morte, sou livre!
Fui transformado, dormi miserável e acordei artista.


                                                             ZECAiPIRA