Conecte-se:


*Blog Raul Machado: http://raulmachado.blogspot.com/


quinta-feira, 13 de outubro de 2011


Memorial Meyer Filho promove “passeio in-sonoro” no Centro de Florianópolis
Atividade faz parte da exposição “Entre a palavra pênsil e a escuta porosa”, da artista catarinense Raquel Stolf, em cartaz até 3 de novembro

Nesta sexta-feira, dia 14 de outubro, o Memorial Meyer Filho promove, como atividade integrante da exposição “Entre a palavra pênsil e a escuta porosa”, da artista catarinense Raquel Stolf, um “passeio in-sonoro”. A atividade consiste numa caminhada pelo Centro da cidade usando abafadores de ruídos dispostos na exposição, e constitui uma possibilidade de concretização da proposição “Abafador de ruídos”.

O trabalho exposto não são os objetos apropriados “abafadores de ruídos” em si, que consistem em equipamentos de proteção individual utilizados em aeroportos, operação de máquinas industriais etc., mas na relação entre o texto propositivo —uma espécie de partitura com indicações concretas e/ou nebulosas-pênseis— e o uso dos abafadores nas situações propostas, de modo a suscitar experiências de escuta.

Durante o passeio in-sonoro, os participantes estarão abafando/subtraindo 22 decibels do som do ambiente urbano, o que modificará a experiência de escuta —subjetiva e objetiva— da paisagem sonora do centro de Florianópolis. Essa experiência acabará tornando-se o assunto de conversa durante e após o passeio.

A rota será decidida no momento da saída do Memorial, pois, para Raquel Stolf, parece ainda mais interessante a proposição de um passeio in-sonoro com percurso indefinido, já que o grupo pode se subdividir ou modificar o trajeto durante a caminhada, e retorno incerto, em todos os sentidos.

A saída do grupo será às 15h, no Memorial Meyer Filho. A princípio, há abafadores para 11 participantes, mas os mesmos podem ser compartilhados durante o passeio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário